segunda-feira, novembro 12, 2012

Porque eu sou como o Jack, prefiro ir por partes...


Diz aí pra mim: você levaria pra sua cama uma fatia do bolo ou o bolo inteiro pra comer? O que é mais prático pra você, a parte ou o todo? Livros deveriam ser pensados da mesma maneira pelas editoras. Tenho visto muito em livrarias edições unindo todos os volumes de uma série de uma vez com poucas opções de venda em separado. E quando elas existem, são extremamente caras, te obrigando a levar o tijolão pra casa pra "economizar". 

Aí vem a questão: comprar volumes separados ou coleções inteiras em edições especiais? Sinceramente? Eu acho que quando reunidos, deveriam vir acompanhados de um vale-academia: cada capítulo, 3 aulas de musculação. Se a pessoa ler deitada, é claro. Malha o bíceps e o tríceps que é uma maravilha. Agora se ler sentada, tem que rolar mesmo é um vale-Pilates, no mínimo. Porque haja preparo físico pra tantas páginas de uma vez só e postura física pra dar conta disso tudo.

Edições de luxo são lindas (eu mesma, adoro!), principalmente na prateleira. Ou em cima daquela mesa de centro da sala pra fingir que o dono da casa é cult. Mas só serve pra isso. Falo sério Tô pra ver quem se senta e lê tijolos de capa dura e fios dourados lindos com 40 cm de altura e 10 cm de grossura deitado na cama. Se você consegue folhear isso com o corpo na horizontal, meus parabéns!, tenho certeza que irei te ver no próximo Iron Power Super Fitness Club Body Shape Championship. Uhuuuu!

Cansei só de pensar.

Isso me lembra quem diz que ler cansa, né? Ô, se cansa! Ainda mais nessas condições. Se as editoras pensarem mais nisso e não em como é mais fácil ganhar dinheiro, talvez seja menos cansativo que algumas horas na academia. Aliás, se academia fosse ruim, a principal e mais respeitada do Brasil não seria a de Letras e, muito menos, seriam imortais aqueles que fazem parte dela, não é mesmo? Tá, já tô misturando as bolas. Voltemos à pauta.

Livro bom é aquele que a gente carrega com a gente, leva na bolsa, lê no metrô, na sala de espera do dentista. Aquele que fica te esperando na cabeceira da cama pra ser consumido antes de apagar o abajur. É o que você leva pro banheiro na hora do aperto, lê no café enquanto espera a trufa, coloca na bolsa pra qualquer imprevisto ou espera que venha a ocorrer. 

Como ter vários volumes em um só nesses momentos? Imagine os três volumes de O Senhor dos Anéis em um só? Inventei de dar de presente pra mamãe quando estreou o primeiro filme pouco antes de ela viajar de férias. Depois de muito me enrolar ela confessou o tormento que foi levar aquele livro no avião, o suplício que era segurá-lo na cama pra ler, o peso que fazia na sacola de viagem. E eu lá, achando que tinha feito um bom negócio e a coitada carregando uma mala a mais. Entenderam o que eu tô querendo dizer?

Editoras!!! Atentai bem!!! Existem leitores e eles gostam de vocês. Que tal um agradinho de vez em quando? A gente promete retribuir com boas recomendações, presentes sinceros e publicações em redes sociais. Vamos fazer edições separadas legais também e a preços justos? Eu continuo amando vocês e suas edições especiais, aliás, minha mesa de centro e a professora de Pilates super agradecem, mas poder carregar um livrinho mais leve e optar pelos volumes em separado ou não é um livre arbítrio do leitor, concordam? Vou ficar de olho, hein?

Beijinhos de leitora de cabeceira e colecionadora de prateleira ranzinza.

7 comentários:

Silvia Masc disse...

Plec,plec plec ple... pra você Aqui em casa a mesa que seria para um delicioso café na cama, se tornou indispensável, mas nem sempre para café, colocamos um suporte o que a torna um trambolho mas não tem jeito quando o livro tem 700 páginas e é de matemática.... Tenho comprado e-book e lido no Ipad, mas mesmo ele é pesado para ler na cama,mas como somos conhecidos com os reis do jeitinho, coloco no suporte chamado joelhos e consigo ler na cama. Cabe bem que o seu texto vá parar nas editoras. bjk

josegeraldo disse...

Tenho a solução para seus problemas!

http://amzn.to/TEVW3o

David disse...

Por muito tempo fui leitor de metrô e sala de espera. Uma vez retirei a Divina Comédia na biblioteca. Edição capa dura, detalhes em dourado, fitinha na lombada, desenhos em bico de pena e formato descomunal. Comédia mesmo foi carregar aquilo para cima e para baixo: o povo me achava intelectual, mas eu só estava malhando...

Giu disse...

Digital é mais legal.

Go Kindle, go!

Escola Integral CED Gisno disse...

Muito bom! Eu gosto de edição de bolso por isso, posso carregar na bolsa, dobrar, virar como eu quiser para ler, deitada, sentada, em pé, etc.

Anônimo disse...

hahahaha, maravilha de texto, Mayra!
Vc arrasa demais!
Beijoooo,
Claudia

Kinha disse...

Esse do Senhor dos Anéis eu tenho também, morro de vontade de ler novamente com mais atenção, mas toda vez que penso no peso eu desisto. Juro!