quarta-feira, dezembro 24, 2014

Para ler na ressaca do Natal


Eu não estou aqui para fazer um texto meloso ou cheio de palavrinhas bonitas. Isso os cartões de natal da Hallmark já se encarregam de fazer há anos. Eu estou aqui pra te dar toda a minha solidariedade e apoio neste momento tão difícil: a ressaca pós-ceia. Sim, se você ainda não teve, vai ter. Eu sei do que se trata e posso dizer: não é fácil. Dia 24 de dezembro celebra-se, mundialmente, o Dia Internacional da Comilança e da Bebelança. Os excessos a gente vai cometendo ao longo do mês com as tais confraternizações. Apenas desculpas pra gente se reunir, encher a cara e a pança. E reclamar no dia seguinte que exagerou.

Eu não confraternizei muito este ano. Um pouco por falta de tempo e disposição; uma parte por preguiça de fingir que gosto de determinadas pessoas que não se relacionam direito com você o ano inteiro e em dezembro querem fingir que te amam; outro tantinho porque eu tô ficando velha mesmo e, como diz a minha mãe, "eu só dou conta de um passeio por final de semana". Porque ela sempre vem, implacável: a ressaca. E depois dos 30, dos 40 anos, aquela que era sua melhor amiga aos 20, se torna sua maior rival. Você faz de tudo pra não se encontrar com ela no dia seguinte e fica se entupindo de Engov, põe na bolsa um Epocler e pensa duas vezes antes de pedir a saideira num final de semana. A idade pesa, meu amigo.

Mas nem por isso você deve se comportar como uma freira. Até as renas têm cara de loucas. Falta de juízo é bom e eu gosto e de gente chata e sem graça o mundo já está cheio. Eu fiquei atolada de trabalhos da pós pra entregar e, quando finalmente me vi de "férias" dos estudos, uma crise de asma bacana me pegou. Só não me derrubou porque sou uma mocinha crescida que já sabe o que fazer quando ela vem. E cá estou, me economizando pra dar conta dessa última e fatídica semana do ano. Meu fígado é meu amigo e unidos venceremos. Prepara a jaca porque eu vou dar uma pisadinha nela.

E como eu sei que quando estamos de ressaca temos preguiça de existir, não vou ficar te enchendo com um monte de texto que nem dá ânimo pra ler. Estou aqui para lhe desejar muitas alegrias nas suas comemorações, um Natal de paz e boa digestão. E muita água, o elixir sagrado da recuperação.

Feliz Ressaca!! Esses são meus votos mais sinceros, porque sou sua amiga e tenho consideração por você, acredite. E não se iluda, ainda tem mais uma semana de arregaço pela frente. Quem se comportar por último, é mulher do padre.

Beijinhos de boas festas, com um kit remedinhos na bolsa pra curar o que ainda está por vir.

5 comentários:

Sandra disse...

Comemore e bebemore muito Mayroca! Bjssss
Sandra

Ernani Araujo Filho disse...

eu costumava tomar um engov antes e outro depois da bebedeira. às vezes, qdo exagerava, um dorflex. dava certo. e vc tá certinha o mundo já tá cheio de bons comportamentos e eu quero é atitude. um bom natal prá vc tb

Geso Alves disse...

Hahaha....sincero direto e ótimo. Feliz Natal querida.

claudia disse...

compartilho com seus ideiais de: só aguento uma saída por fim de semana, e com a preguiça de confraternizar. E agradeço seu preparo "asmático" e que salvou em um momento de crise....bjs e boas entradas

Aline Castilho Ribeiro Rodrigues disse...

E desde a ressaca te espero voltar aqui e escrever mais, por favor volte, eu adorava ler seus textos :)